sábado, 17 de dezembro de 2011

Este é o novo cordel do Carlos Alberto. Veja a sinopse.
Nem sempre o mais forte e pomposo é o mais importante. Três animais, por razões diferentes, têm posições relevantes nas Escrituras Sagradas. O diálogo entre eles é surpreendente. Descubra porque os humilhados terminam exaltados.

Veja as primeiras estrofes:

Nas terras do Oriente,
Onde viveu Aladim,
Um lugar onde as estórias
Têm começo e não têm fim,
Três animais dividiam
Água, farelo e capim.

O cavalo, pura raça,
Das arábias, oriundo,
Relinchava parecendo
Ser mesmo o dono do mundo,
Também, de contar vantagem,
Jamais parava um segundo.

Dotado de porte nobre,
Também de rara beleza,
Chamava a si os olhares,
Devido a sua realeza,
Própria de quem conviveu
Com prestígio e na riqueza.

Quem é seu autor?
Carlos Alberto Fernandes da Silva é filho de Manoel Severino da Silva e Adamantina (Marta) Fernandes da Silva. Nasceu em Campina Grande – PB, no dia 1º de setembro de 1951. Formado em Teologia e em Direito, já escreveu cerca de 50 textos em Cordel entre os quais o Evangelho de Marcos, versículo por versículo,
reescrevendo-o em quadras, respeitando o texto original. Pela Editora Luzeiro, lançou Filipe, o diácono evangelista; Missões: o grande projeto de Deus, A conversão de Zaqueu e Mandela: o homem, o herói e o mito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário