sábado, 31 de outubro de 2009

Nosso programa esta sendo maravilhoso, com certeza iremos invadir muitas casas com a permisão de Deus e a de vocês, levando o melhor da nossa cultura.


PAI COLOCA O PÃO NA MESA / COM O SUOR QUE DERRAMA.


----------------------------------------

PAPAI AO TRABALHO VAI

SÓ DE TARDIZINHA VEM

E O PÃO QUE EU MASTIGO TEM

GOSTO DO SUOR DE PAI

ENDIVIDADO PAI CAI

EM UM BURACO DE LAMA

VAI ORAR NO PÉ DA CAMA

PEDINDO A DEUS COM TRISTEZA

PAI COLOCA O PÃO NA MESA

COM O SUOR QUE DERRAMA.

--------------------------------------

PAI PASSA O PIOR VEXAME

SOFRENDO SEMPRE SOZINHO

FURANDO A MÃO EM ESPINHO

RASGANDO A PELE EM ARAME

PARA TRAZER O INHAME

CAFÉ E FEIJÃO DE RAMA

QUEIJO PESADO POR GRAMA

BOLACHA E BATATA INGLESA

PAI COLOCA O PÃO NA MESA
COM O SUOR QUE DERRAMA.

---------------------------------------

O PAPAI SE APERREIA

QUANDO CHEGA O FIM DO MÊS

QUE A FOME MAIS UMA VEZ

NA SUA CASA PASSEIA

SE A MAMADEIRA ESTA CHEIA

DO LEITE QUE O FILHO MAMA

ACALMA MAIS O SEU DRAMA

PORÉM A DOR FICA ASCESA

PAI COLOCA O PÃO NA MESA
COM O SUOR QUE DERRAMA.

-----------------------------------------

EU SEMPRE ME MARAVILHO

COM O PAI QUE DEFENDE A RAÇA

QUE NÃO GASTA COM CACHAÇA

A GRANA DO PÃO DO FILHO

E SE VÊ UM MALTRAPILHO

COM FOME E SUJO DE LAMA

DIVIDE O PÃO DE QUEM AMA

E DO POBRE FAZ A DEFESA

PAI COLOCA O PÃO NA MESA
COM O SUOR QUE DERRAMA.

-----------------------------------------

PAPAI NÃO TIRA DO SEIO

LEITE MORNO, QUENTE OU FRIO

MAS VÊ SEU PRATO VAZIO

PRA VÊ O DO FILHO CHEIO

SE NÃO TEM ROUBA O ALHEIO

VAI PRESO, GANHA MÁ FAMA

SÓ PRA PROVAR QUE O AMA

CAI NA VALA DA INCERTEZA

PAI COLOCA O PÃO NA MESA
COM O SUOR QUE DERRAMA.

--------------------------------------

O PAI TRABALHA DEMAIS

COM UMA ÂNSIA TÃO LOUCA

QUE TIRA DA SUA BOCA

PRA SEU FILHO COMER MAIS

ATÉ HORA EXTRA FAZ

CHEGA, E PELO FILHO CHAMA

MAS ELE JÁ TÁ NA CAMA

DORMINDO COM SUTILEZA

PAI COLOCA O PÃO NA MESA
COM O SUOR QUE DERRAMA.

--------------------------------------

RAFAEL NETO.

domingo, 25 de outubro de 2009

JESUS É BOM.




..................................................................
SE DER UMA TEMPESTADE
E O MAR FICAR AGITADO
COM DEUS MEU BARCO NÃO VIRA
POR ISSO ESTOU SOSSEGADO
E SE VIRAR SEI QUE TENHO
UM SALVA VIDAS DO LADO.
................................................................
JESUS PERDOA O PECADO
DERRAMA UNÇÃO EM SEU LAR
SENDO EU UM PECADOR
MORREU E PROVOU ME AMAR
VEIO PAGAR MINHA DIVIDA
QUE EU NÃO PODIA PAGAR.
....................................................................
É FELIZ QUEM SABE AMAR
E ATRÁS DE CRISTO CORRE
QUE O MUNDO NÃO DÁ SOCORRO
MAS JESUS CRISTO SOCORRE
JESUS MORREU PELO MUNDO
MAS POR JESUS NINGUEM MORRE.
........................................................................

RAFAEL NETO.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

"DESAFIO" SILVEIRA E DINIZ VITURINO.


UM DESAFIO FEITO DE IMPROVISO POR ESTES GRANDES VATES DA HISTÓRIA.




SILVEIRA

TU NÃO FAZ A METADE DO QUE FAÇO
QUANDO EU PEGO UM CANTOR SE ACABA O NOME
NESSE DIA OS CÃES NÃO PASSAM FOME
E URUBUS FESTEJAM NO ESPAÇO
DEIXO O CORPO DO POBRE NUM BAGAÇO
EXPOSTO AO MUNTURO SEU DESPOJO
CANTOR FRACO EU SO MATO DE ARROJO
E APULIA SE ARRANCHA NA OSSADA
SAI A ALMA GRITANDO ABANDONADA
E O DIABO NAO QUER PORQUE TEM NOJO.

DINIZ VITURINO

NO MOMENTO QUE EU ME APERREIO
COM O PESO ESQUISITO DO MEU BRAÇO
NÃO EXISTE PRISÃO FEITA DE AÇO
QUE COM O MURRO EU NÃO PARTA PELO MEIO
NO MOMENTO QUE ACABO COM O ESTEIO
QUE ALGUÉM PRA FAZER GASTA UM ANO
TIRO TELHA, QUEBRO RIPA, ENVERGO CANO
DE METAL OU DE AÇO BEM MACIÇO
VOCÊ MORRE E NÃO FAZ ESTE SERVIÇO
SÓ FAZ EU PORQUE SOU PARAIBANO.

SILVEIRA

DEI UM MURRO NA VENTA DE UM POETA
QUE A CABEÇA RODOU FEZ PIRUETAS
E PASSANDO POR TODOS OS PLANETAS
FOI PARAR NO REINADO DE UM PROFETA
NISTO UM SANTO QUE VIU FICOU PATETA
A CABEÇA DO VATE ESTAVA UM FACHO
UMA ALMA GRITOU Ô VELHO MACHO
E SÃO PEDRO GRITOU O QUE É ISSO?
DISSO UM ANJO QUE ESTAVA JUNTO A CRISTO
É SILVEIRA ZANGADO LÁ EMBAIXO.

DINIZ VITURINO

EU JA FUI NO INFERNO URGENTEMENTE
E ENTREI NUMA POETA LÁ POR TRÁS
E PEGUEI UM IRMÃO DE SATANÁS
E UM PRIMO, UM IRMÃO E UM PARENTE.
PRA MOSTRAR QUE EU SOU CABRA VALENTE
DEI UM TAPA NO DIABO CARRANCUDO
E PEGUEI OUTRO DIABO CABELUDO
DEI-LHE TANTO QUE O CABRA FICOU CALVO
SE VOCÊ MORRER HOJE JÁ TA SALVO
QUE O QUE TINHA DE DIABO EU MATEI TUDO.



domingo, 18 de outubro de 2009

PAULO AFONSO A MUSA SANTA / PARA INSPIRAR OS POETAS.




JÁ GUARDO EM MEU CORAÇÃO
A TERRA QUE ESTOU MORANDO
MESMO ELA NÃO ESTANDO
NA MINHA FILIAÇÃO
MINHA MÃE DE CRIAÇÃO
TRAZ INSPIRAÇÕES SECRETAS
CACHOEIRAS E VALETAS
NOS TURBILHÕES QUE ME ENCANTA
PAULO AFONSO A MUSA SANTA
PARA INSPIRAR OS POETAS.

PAULO AFONSO TERRA AMADA
LUGAR QUE EU ME CRIEI
AQUI EU ME SINTO UM REI
COM ESSA DEUSA ADORNADA
QUE MAIS PARECE A MORADA
DE FEUDAIS, OU DE PROFETAS
ONDE FAZEMOS COLETAS
DOS VERSOS QUE A BOCA CANTA
PAULO AFONSO A MUSA SANTA
PARA INSPIRAR OS POETAS.

A NINFA DE LINDO RISO
O DOCE DE MAIS DOÇURA
A SUAVE PARTITURA
DAS AVES DO PARAISO
A BELEZA DO NARCISO
AS PRICESAS PREDILETAS
AS MISCELÂNEAS COMPLETAS
QUE AO POETA ACALANTA
PAULO AFONSO A MUSA SANTA
PARA INSPIRAR OS POETAS.

PAULO AFONSO PEQUENINA
UM OÁSIS TROPICAL
UMA FONTE PERENAL
QUE TEM ÁGUA CRISTALINA
UMA MUSA NORDESTINA
DE VAIDADES COMPLETAS
E O VÉU DE NOIVA NAS RETAS
DO VOLUME QUE AGIGANTA
PAULO AFONSO A MUSA SANTA
PARA INSPIRAR OS POETAS.

AQUI É MEU UNIVERSO
MINHA TERRA E O MEU MUNDO
E O SEU CANYON PROFUNDO
DA PROFUNDIDADE AO VERSO
COM MEU VERSO SUBMERSO
POR ÁGUAS IRRIQUIETAS
AFOGADO NAS VALETAS
QUE DESCEM COMO UMA MANTA
PAULO AFONSO A MUSA SANTA
PARA INSPIRAR OS POETAS.
RAFAEL NETO.

RODRIGO INOJOSA


RODRIDO INOJOSA POETA, CANTADOR REPENTISTA NATURAL DA CIDADE DE PESQUEIRA-PE JÁ TEM FEITO APRESENTAÇÕES AO LADO DO POETA RAFAEL NETO E BRUNO VINÍCIUS E TAMBÉM TERÁ PARTICIPAÇÕES NO PROGRAMA: REVIVENDO O NORDESTE NOS BORDÕES DA VIOLA Á PARTIR DO DIA 02 DE NOVEMBRO.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

BRUNO VINICÍUS.

BRUNO VINICÍUS CAMPEÃO DO TAL EM PAULO AFONSO E EM BREVE EM SALVADOR NA FINAL, POETA CANTADOR E REPENTISTA QUE IRÁ DUPLAR COM RAFAEL NETO NA RÁDIO BOAS NOVAS NO PROGRAMA: REVIVENDO O NORDESTE NOS BORDÕES DA VIOLA. Á PARTIR DO DIA 02 DE NOVEMBRO.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

RETIREI SEU RETRATO DA CARTEIRA / SEM TIRAR SEU AMOR DO CORAÇÃO


SEU SORRISO É TÃO PURO E INOCENTE
QUE NÃO TEM IMPUREZA QUE ESTRAGUE
NÃO EXISTE BORRACHA QUE APAGUE
SEU RETRATO QUE PAIRA EM MINHA MENTE
QUANDO A VEJO ASSIM, DE FRENTE A FRENTE.
SINTO UM CHOQUE VORAZ DE EMOÇÃO
E AS DESCARGAS QUE TEM NO CORAÇÃO
FAZ O SANGUE DESCER A CORREDEIRA
RETIREI SEU RETRATO DA CARTEIRA
SEM TIRAR SEU AMOR DO CORAÇÃO.

EU PEGUEI SEU RETRATO E JOGUEI FORA
PRA NÃO TER QUE SOFRER UM TRISTRE DRAMA
DE AMAR UM ALGUÉM QUE NÃO ME AMA
OU BEIJAR UM ALGUÉM QUE ME INGNORA
MINHA ALMA TRISTONHA AINDA CHORA
PELA SUA IMENSA INGRATIDÃO
QUANDO EU DISSE, EU TE AMO DE PAIXÃO.
VOCÊ QUIS ME AMAR POR BRINCADEIRA
RETIREI SEU RETRATO DA CARTEIRA
SEM TIRAR SEU AMOR DO CORAÇÃO.

SE EU TIVESSE VOCÊ COMO MULHER
TE DARIA UMA VIDA DE RAINHA
SE EU TIVESSE VOCÊ PRA SER SÓ MINHA
VIVERIA OS PRAZERES DO MISTER
SE VOCÊ PERGUNTAR: VOCÊ ME QUER?
EU RESPONDO SOU LOUCO DE PAIXÃO
SÓ TE ESQUEÇO SE UM DIA O PÓ DO CHÃO
TRANSFORMAR O MEU CORPO EM CAVEIRA
RETIREI SEU RETRATO DA CARTEIRA
SEM TIRAR SEU AMOR DO CORAÇÃO.
RAFAEL NETO.

VIDEO DE POEMAS.

PARAFUSO DE CABO DE SERROTE.



ATÉ O MAR TEM VONTADE DE SER FILHO DO SERTÃO.



A VINGANÇA DA DONZELA.



RETIREI SEU RETRATO DA CARTEIRA SEM TIRAR SEU AMOR DO CORAÇÃO.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

VERSOS DE JOÃO PARAIBANO.

Branca, preta, pobre e rica,
toda mãe pra DEUS é bela;
acho que a mãe merecia
dois corações dentro dela:
um pra sofrer pelos filhos;
outro pra bater por ela.

Vi o fantasma da seca
Ser transportado numa rede
Vi o açude secando
Com três rachões na parede
E as abelhas no velório
Da flor que morreu de sede.

Faço da minha esperança
Arma pra sobreviver
Até desengano eu planto
Pensando que vai nascer
E rego com as próprias lágrimas
Pra ilusão não morrer.

Estou ficando cansado
O corpo sem energia
Jesus pintou meus cabelos
No final da boemia
Mas na hora de pintar
Esqueceu de perguntar
Qual era a cor que eu queria.

Toda a noite quando deito
Um pesadelo me abraça
Meu cabelo que era preto
Está da cor de fumaça
Ficou branco após os trinta
Eu não quis gastar com tinta
O tempo pintou de graça.

Terreno ruim não dá fruto,
por mais que a gente cultive,
no seu céu eu nunca fui,
sua estrela eu nunca tive,
que o espinho não se hospeda,
na mansão que a rosa vive.

Coruja dá gargalhada
Na casa que não tem dono
A borboleta azulada
Da cor de um papel carbono
Faz ventilador das asas
Pra rosa pegar no sono.

JOÃO PARAIBANO

domingo, 11 de outubro de 2009

NO BEIJO SEM FALSIDADE / SE CONSOLIDA O AMOR.


EM DUAS BOCAS CARNUDAS
BEIJOS VEM E BEIJOS VÃO
SEM PRECISAR TRAIÇÃO
DA FORMA QUE TRAIU JUDAS
E AS DUAS BOCAS GRAUDAS
BEIJAM, BEIJAM SEM RANCOR
DO JEITO QUE O BEIJA-FLOR
BEIJA OS PRADOS DA CIDADE
NO BEIJO SEM FALSIDADE
SE CONSOLIDA O AMOR.

NO BEIJO SEM GROSSERIA
NÃO EXISTE TRAIÇÃO
QUE A MAQUINA DO CORAÇÃO
TRAIÇÃO NÃO AVALIA
TÃO VALIOSO SERIA
UM BEIJO SEM TER HORROR
PRA O AMOR NÃO SE IMPOR
A UMA INFIDELIDADE
NO BEIJO SEM FALSIDADE
SE CONSOLIDA O AMOR.

UM BEIJO DE AMOR ME TRAZ
AMOR AO EM VEZ DE ÓDIO
PARA PAZ SUBIR NO PÓDIO
TRAZENDO PAZ AOS DEMAIS
VOANDO A POMBA DA PAZ
PELO ARCO MULTICOR
MUDANDO O QUADRO DE DOR
DO SUBURBIO DA CIDADE
NO BEIJO SEM FALSIDADE
SE CONSOLIDA O AMOR.

A GUERRA ME FAZ GEMER
COM A ALMA AMARGURADA
E O BEIJO DA MINHA AMADA
ME FAZ GEMER DE PRAZER
POIS NEM PRECISA DOER
QUE EU GEMO SEM SENTIR DOR
E POR BAIXO DO COBERTOR
EU GEMO ATÉ SEM VONTADE
NO BEIJO SEM FALSIDADE
SE CONSOLIDA O AMOR.

RAFAEL NETO.


BAIXE AQUI ESTE CD.


http://rapidshare.com/files/184084220/Sebastiao_da_Silva__Valdir_Teles__Joao_Paraibano__Sebastiao_da_Silva_-_Encontro_com_a_Poesia.rar

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Louco, Doido, Maluco...


Sou dois em forma de um
Dois homens num só esboço
O meu espírito é são,
Porém o de carne e osso,
É louco e flexível
E é tão corruptível
Que chega a sair da trilha
Mas o louco em trilha escura
Ou se afoga na loucura
Ou morre em sua armadilha.

Sou louco, louco de amor
Só o amor me faz louco
Quando amo, sou maluco.
E quero amar mais um pouco,
Todo louco tem razão
Em pensar com o coração
Pra ter a própria mercê,
A loucura me induz
Sou louco por meu Jesus
Sou maluco por você.

Todo louco por ser louco
Se leva pela loucura,
Que o louco pra ser louco
Não precisa formatura,
Eu sou louco pode crê
Sou louco e nem sei por quê
A minha loucura eu tramo,
A loucura se projeta
Sou louco por ser poeta
Sou doido porque te amo.

RAFAEL NETO.

A CANTIGA SAUDOSA DA ROLINHA / FAZ LEMBRAR O SERTÃO QUE EU FUI CRIADO.


Quando eu vejo a rolinha atrás da grade
Eu me isolo na negra solidão
E ela canta uma fúnebre canção
Como um filho que está na orfandade
Pois quem canta precisa liberdade
Pra soltar o seu canto aclamado
Eu queria ser um advogado
Para ir defender minha rainha
A cantiga saudosa da rolinha
Faz lembrar o sertão que eu fui criado.


No sertão quando eu era criançola
Uma dessas pousou no barracão
No terreiro eu armei um açafrão
Peguei ela e prendi numa gaiola
Pai queria botar na caçarola
Pra ficar com o bucho empanzinado
Eu tristonho ouvir tudo calado
Tive pena soltei minha amiguinha
A cantiga saudosa da rolinha
Faz lembrar o sertão que eu fui criado.

A rolinha cantava em meu terreiro
E eu da rede ouvia caladinho
E deitado eu vigiava o ninho
Como um cão que vigia o galinheiro
Quando vinha um moleque presepeiro
Pra mexer com a rolinha no roçado
Eu lascava o cacete do danado
E mandava ir bulir com a vózinha
A cantiga saudosa da rolinha
Faz lembrar o sertão que eu fui criado.


Eu nasci já ouvindo o canto dela
Numa sombra que tinha na mangueira
E na lista que mãe fazia a feira
Eu botava alpiste para ela
Eu dizia mamãe compre daquela
Para ela cantar mais afinado
E com o canto eu ficava consolado
No crepúsculo que vinha de tardinha
A cantiga saudosa da rolinha
Faz lembrar o sertão que eu fui criado.

De manhã quando eu abria a porta
Eu ficava sentado no batente
Para ver a rolinha em minha frente
Procurando sementes pela horta
Eu dizia esta cena me conforta
E ao vê-la eu ficava sossegado
Tendo ela cantando do meu lado
Com a sua plumagem bem alvinha
A cantiga saudosa da rolinha
Faz lembrar o sertão que eu fui criado.

RAFAEL NETO.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

DEPRESSÃO.


Ô QUE NOITE SOMBRIA,
NESTE NEGREJO CARBONO.
INSÔNIA DE ASSOMBRAÇÕES
QUE VEM PRA ROUBAR O SONO.
A NOITE TRAZ O NEGREDO,
E O CORPO HUMANO COM MEDO
TREME CARNES E TUTANOS,
E A DEPRESSÃO SE DESIGNA
COMO OPRESÃO MALIGNA
QUE ASSOMBRA OS SERES HUMANOS.

QUEM SOFRE DE DEPRESSÃO
SE AFOGA NOS PESADELOS
NADA NO MAR DO INFERNO
RANCANDO OS PRÓPRIOS CABELOS
CAI NO ABISMO DOS TÉDIOS
SE DOPANDO DE REMÉDIOS
E O SEU DIA NÃO TEM LUZ
SE ENTREGA A ESTA TORTURA
QUE A DEPRESSÃO SÓ TEM CURA
NAS MÃOS DO MESTRE JESUS.

A DEPRESSÃO ME OPRIMIA
E EU VIVIA INFELIZ,
E ME ACUSAVA DE UM CRIME
QUE EU REALMENTE FIZ,
ESSE CRIME É O PECADO
QUE O SANTO VERBO ENCARNADO
JOGOU NO ESQUECIMENTO
LIMPOU O MEU CORAÇÃO
E O QUE ERA DEPRESSÃO
VIROU DOCE ENCANTAMENTO.

MEUS NEURÔNIOS FAISCAVAM
E O SOL DO DIA ERA ESCURO
E O CÁRCERE DA DEPRESSÃO
ME TRACAVA NO OBSCURO.
A FOICE DA MORTE EU VI
FOI AI QUE EU CONHECI
LOGO NA ÚLTIMA HORA
EM GRANDE FOCO DE LUZ
PUDE CONHECER JESUS
E A DEPRESSÃO FOI EMBORA.


RAFAEL NETO.

UMA RELÍQUIA PARA TODAS AS PESSOAS QUE GOSTAM DE REPENTE...
UM VIDEO DIVIDIDO EM OITO PARTES NA VERDADE É UMA CANTORIA NO PÉ DE PAREDE COM OS POETAS REPENTISTAS *IVANILDO VILA NOVA E SEVERINO FERREIRA*
OBSERVAÇÃO: PARA VOCÊ ASSISTIR OS VIDEOS VOCÊ TERÁ QUE BAIXAR, PELO MENOS UM PAR PARA DESCOMPACTÁ-LOS.
EX: PARA VOCÊ ASSISTIR O 1º VOCÊ TERÁ QUE TER O 2º.
SENHA PARA DESCOMPACTAR OS VIODEOS CANTORIASECORDEIS
E SÓ LEMBRANDO PEGUEI ESSES VIDEOS DO BLOG CANTORIAS E CORDEIS
VÁ LÁ E FAÇA UMA VISITA TBM, ESSE BLOG É MUITO BOM JÁ TEM MUITO TEMPO QUE EU O CONHEÇO.
OBRIGADO.

Baixe aqui.


BAIXE AQUI ESTE CD.


terça-feira, 6 de outubro de 2009

VERSOS.


A MORTE É CONSIDERADA
PANTERA NEGRA DO NORTE
E A FOICE SUJA DA MORTE
DEIXA A ALMA DEGOLADA
E A FACE LINDA CORADA
AMARELA COMO PUS
SE A MORTE APAGAR A LUZ
PRA VIDA É UMA AMEAÇA
A MORTE LEVA DE GRAÇA
CAIXÃO, CORPO VELA E CRUZ.

RAFAEL NETO.