terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Talita

Talita
 
Sua mãe deu-lhe o nome de Talita
Só que eu só lhe chamo de princesa
Quando a vejo o meu coração palpita
O meu sangue se agita, dá fraqueza.
 
Vi a lua brilhosa e tão bonita
Tão formosa, tão meiga e tão acesa;
A floresta que a ave necessita
A cascata e também a correnteza.
 
Vi o céu com estrelas luminosas
E da essência das pétalas das rosas
Eu sentir o aroma que me excita.
 
E olhando esse quadro magistral
Vi que toda beleza universal
Se curvou a beleza de Talita.
 
16.12.2013
 
Rafael Neto

Nenhum comentário:

Postar um comentário